quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Brasil tem pior índice de prática de atividade física entre crianças

O relatório foi diagnosticado a pedido de um canal de televisão


Trocar uma atividade física como o futebol por jogar vídeo game dentro de casa é o retrato da grande parte dos jovens. Fato esse diagnosticado pelo Instituto de Pesquisa Sulamericano Kiddos, a pedido do canal de TV por assinatura Nickelodeon. Segundo a pesquisa, nos sete países da América Latina, as crianças e adolescentes estão praticando menos atividades físicas e virando ‘cyberesportistas’. O Brasil é o que tem os piores índices.

No Rio de janeiro, a cidade está com o segundo lugar no levantamento da obesidade entre estudantes, segundo dados do IBGE de 2009. Alunos cariocas representam 8,9% dos obesos, atrás apenas dos gaúchos.

Para os pais, a escola é a responsável por incentivar a prática de exercícios, 85% deles afirmaram que só na aula de educação física que os filhos têm interesse em se exercitar. Porém, em comparação com a Argentina, o número já é maior, 96%.

“Como mostra a pesquisa cada vez mais as crianças estão se tornando sedentárias, esporte só por meio do vídeo game, e isso pode trazer malefícios às crianças. A prática de atividade física é essencial para qualquer faixa etária, mesmo que seja um simples pular corda”, enfatiza a profissional de educação física, Bruna Morais, tutora do Portal Educação.

Dados ainda revelam que no ensino público o problema é mais grave, em se tratando da falta de espaço e quadras poliesportivas para a atividade. Das 2.528 unidades municipais e estaduais do Rio, 858 não têm espaços exclusivos para prática de esportes.

No relatório apresentando pelo Instituto Kiddos, a bicicleta também perde espaço na rotina de crianças e adolescentes. Somente 41% dos jovens entrevistados disseram pedalar.

Entre as explicações de alguns educadores esportistas está a teoria de que uma hora e meia por semana, destinada às aulas de educação física, são insuficientes para os alunos de 10 a 17 anos. Isso porque o corpo necessita de mais de 3h semanais para apresentar melhores resultados.



http://www.portaleducacao.com.br/esporte/noticias/42013/brasil-tem-pior-indice-de-pratica-de-atividade-fisica-entre-criancas

A Importância do Esporte

Dá-se o nome de esporte às atividades físicas realizadas por pessoas que se submetem a regulamentos e participam de competições. A prática de esportes beneficia grandiosamente as pessoas e até mesmo a sociedade, pois reduz a probabilidade de aparecimento de doenças, contribui para a formação física e psíquica além de desenvolver e melhorar tais formações. Na adolescência, as pessoas são influenciadas pelo consumismo, problemas psicológicos, hábitos prejudiciais e outros que também influenciam as demais faixas etárias, gerando conflitos internos que desviam valores e aprendizagens antes obtidos. É neste processo que o esporte mostra sua grande contribuição à sociedade.

Cada esporte possui suas particularidades que envolvem as pessoas e as fazem optar por qual praticar. Os esportes influenciam no desenvolvimento saudável dessas e os distanciam da mentalidade distorcida que hoje se prega no mundo, e ainda faz com que as pessoas se distanciem da criminalidade que está presente em todos os locais de forma bastante organizada e sedutora. Existem inúmeras instituições sem fins lucrativos que criam centros de esportes em áreas de baixa renda a fim de focar a atenção dos jovens e adolescentes e ainda distanciá-los da marginalidade e das criminalidades existentes no mundo. O crime organizado existe como organização estruturada e presente em todos os lugares, como sentinelas buscando novas vidas, o esporte tem a importante e difícil missão de mostrar que nem sempre o caminho mais fácil é o correto.

É comum que se ouça falar do esporte como uma atividade importante no desenvolvimento infantil. As escolas incorporam a atividade física através de jogos, gincanas, olimpíadas e aulas de educação física. Desde a mais tenra idade, é visível o envolvimento da criança com a atividade corporal, com brincadeiras de pega-pega, com bola, na praia brincando com as ondas, e na areia. Vale lembrar aos pais que a infância é o período mais adequado para o início de atitudes saudáveis, pois a criança está aberta para a aprendizagem de novos conceitos. Assim é fundamental que as pessoas que cercam essa criança tenham hábitos saudáveis de alimentação e atividade física, pois são os modelos no processo de formação. Assim, de nada adianta colocar a criança para iniciar um esporte, se o exemplo em casa é o oposto. A criança segue modelos, em especial aqueles que vêm de casa, portanto, dê um bom exemplo para seu filho, praticando atividades físicas e tendo hábitos saudáveis de vida, com moderação e bom senso.

Portal Educação

METROPOLITANO DE FUTSAL 2017

PRIMEIRA RODADA METROPOLITANO DE FUTSAL 2017  CRAQUE 10 X GRÊMIO NÁUTICO GAÚCHO - GNG A temporada começou com  muitos gols, em u...